sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Paz e amor, bixo.


Paz e amor, bixo.

 Ainda sobre as comemorações dos cem anos de Carris, um outro anúncio da  mesma campanha do último texto bloguado chama a atenção pela sua linguagem e girias, todas bem ao estilo da época (década de 1970). O anúncio inicia com a seguinte manchete: "Carris? Paz e amor, bixo."Ao lado da imagem de um jovem "cabeludo"  encontra-se o seguinte depoimento: "Acho muito bacana misturar-me com o povo simples desta minha cidade de Porto Alegre. Me sinto bem nos ônibus da Carris. Não é 'papo furado', gosto do calor humano e dos diálogos sinceros que vou ouvindo durante as viagens de ônibus. Quando me sinto alienado, embarco num ônibus e recebo uma lição de humildade junto à voz do povo, da gente que é gente, com seus problemas e sonhos. Por isso, a Carris tem uma imagem muito boa para mim. Tenho uma ternura especial por ela. Ela está crescendo com a minha cidade e vem melhorando muito. Funciona mesmo. Está tocando para frente e dando tudo que pode. Faz cem anos agora. E parte para a nova sede, sem dormir no passado. Por isso, só posso desejar muita paz e muito amor para Carris. Mais do que uma empresa de transporte coletivo, a Carris é um patrimônio dos porto-alegrenses. E tem uma sede permanente em meu coração." 

 Abaixo, para ajudar a matar a saudade, uma imagem do bairro Cidade Baixa de Porto Alegre na década de 1970.


Um comentário:

Anônimo disse...

ESTA IMAGEM É DA AV.BENTO GONÇALVES-PARTENON.A DIREITA CIA.GERAL DE INDUSTRIAS.ADIANTE JUIZADO DE MENORES.ABAIXO ESQ.RUA EUCLIDES DA CUNHA. luizbrazcampolino@hotmail.com