terça-feira, 6 de maio de 2008

Mês dos Museus (parte I)


<><>Maio é o mês dos museus. Comemorado em diversas cidades, são diversos os eventos produzidos em todo Brasil. Atualmente, muitas questões referentes à preservação do patrimônio público têm sido levantadas. Os museus têm papel essencial no que diz respeito a essa conservação, já que atuam diretamente com o público. Talvez o objetivo essencial desses locais sejam produzir no ouvinte uma visão mais ampliada de história e um contato maior com o passado. Isso se contrapõe à visão recorrente do presente como fixo e imutável.
<><>Esse ano, a semana oficial será entre os dias 12 e 18 de maio, com o tema “Museus como agentes de mudança social e desenvolvimento”. É a sexta semana oficial, no Brasil, produzida pelo Departamento de Museus e Centros Culturais (DEMU) do Iphan (Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural). Esse tema, inclusive, foi adotado por todos os países da Ibero- Americana, tornando-se o Ano Ibero-americano de Museus. A proposta é ampliar a visão tradicional do museu, não só como elemento de representação da elite social, mas também daqueles que eram excluídos das narrativas tradicionais.

<><>Em minha opinião, o museu rompe o abismo entre o sujeito e a história. Ao trazer vestígios do passado, ele produz na pessoa uma sensação de proximidade com o passado, em que esse passa a fazer parte de sua visão de mundo. O museu contribui para a inserção social do indivíduo, já que amplia a relação com a história e com seu próprio passado ou o de sua comunidade, cidade, etc. Mesmo que a visão produzida seja fragmentada, já que relativamente poucos objetos são colocados em exposição, ela aproxima o passado e o torna mais “palatável”.
<><>Infelizmente, mesmo com todo o investimento que se faz em museus, muitos nunca entraram num local como esse. Os motivos podem ser diversos. Desde morar longe dos locais onde eles se encontram até a pura e simples falta de interesse. Excluídas desses lugares, muitas pessoas vêem a tarefa de visitar um museu como peso e não como algo agradável. Cerca de 70 % dos brasileiros nunca foram a um museu, segundo o pesquisador Frederico Barbosa Isso significa que boa parte dos cidadãos encontra-se excluído de tudo o que ocorre no meio museológico e talvez nem saiba definir o que é um museu.
<><> Acima foto interna do nosso museu.

8 comentários:

Anônimo disse...

Ola!
eu sou uma aluna da escola Projeto!
Que fez um "passeio" na Carris. Achei muito interessante saber coisas sobre o bonde etc...

Anônimo disse...

EU SOU UMA ALUNA DA ESCOLA PROJETO. EU VISITEI O MUSEU CARRIS HOJE (DIA 09/05/2008)ACHEI MUITO INTERESANTE SABER MAIS SOBRE O NOSSO PASSADO SÓ QUERIA DAR OS PARA BENS
TCHAU !!!

Anônimo disse...

EU SOU UMA ALUNA DA ESCOLA PROJETO. EU VISITEI O MUSEU CARRIS HOJE (DIA 09/05/2008)ACHEI MUITO INTERESANTE SABER MAIS SOBRE O NOSSO PASSADO SÓ QUERIA DAR OS PARA BENS
TCHAU !!!

Vicente disse...

Olá, meu nome é Vicente, sou aluno da escola projeto e visitei este museu itinerante.
Achei uma boa idéia mostrar que um museu não precisa ser num imóvel. Facilita a visitação.

Gabriela disse...

Ola!
sou a Gabriela uma aluna da escola projeto!
Adorei o museu!!!
o blog tmb ta mt legal!!!
Parabens

Anônimo disse...

Ola! eu sou aluno da escola Projeto eu fui ao museu da carris e achei muito criativo fazer um ônibus como um museu.
Abraços
Felipe.

Lorenzo disse...

Oi!
Sou aluno da Escola Projeto! Eu vi o memorial e o Museu Virtual. Adorei as fotos e gostei de apresnder o passado dos ônibus e dos bondes.
Lorenzo

Débora Vogt disse...

Queridos,
Foi um prazer visitar a escola de vocês...muito obrigada pelo carinho e como diz o Chefia(motorista do ônibus): "nós é que agradecemos a visita".
Grande beijo,
Débora Vogt